31.5.06

Nossa história

Esses são os meus tesouros Natanael (11 quase 12), Aloísio (4), Luana (3 faz amanhã!)
Fará 5 anos no dia 15 de junho que eu conheci o amor da minha vida inteira!
A adoção sempre esteve na minha vida, mesmo com algumas experiências tristes relacionadas a ela. Experiências que vivi como filha( minha mãe tentou uma adoção tardia) e por ser ainda muito pequena não tenho como relatar na totalidade. Mas a visão da adoção como coisa natural sempre esteve comigo, e a certeza de que eu nunca engravidaria.
Não sei de onde vem essa convicção, mas eu sempre soube. E meus exames todos e do meu marido sempre foram normais...mas a gravidez realmente nunca aconteceu.
Sou professora, e na escola onde trabalhava havia o caso de 5 irmãs que provavelmente seriam encaminhadas para o abrigo. As idades variavam entre 1 e 12 anos, o que comoveu minha diretora, que na época propos que cada uma das meninas ficasse com um dos membros do nosso grupo de amigos. A menininha que ficaria comigo chamasse Rafaela, hoje tem 6 anos e é a filhinha muito amada da minha amiga Ana Luiza.
Na época comecei a pesquisar com meu marido sobre adoção e resolvemos nos inscrever no forum. Posso dizer que dei muita sorte , me inscrevi em março e em junho minha habilitação estava para sair...cabe aqui um parênteses, moro no interior, numa comarca com o quadro técnico completo oque agiliza um pouco a coisa, e a assistente social e a psicóloga que fizeram minha habilitação foram muito humanas com a gente.
Na hora de traçar o perfil, tivemos algumas divergências, pois eu queria até 5 anos menina, e o meu marido até 2 sem destinçãod e sexo, por fim fizemos de acordo com o desejo dele, entramos num acordo de que aceitariamos conhecer crianças mais velhas mesmo com esse perfil.
Numa visita á minha sogra que mora em Santos fomos conhecer a Casa Vó Benedita, e lá conhecemos nossos anjos da guarda, Tia Beth e Tia Jane, que até hoje vivem nos nossos corações e a quem sempre visitamos quando vamos á Santos.
Quando dizemos que queriamos adotar uma criança até dois anos a Tia Jane deu uma lição na gente explicando como era o processo, que não adianta ir ao abrigo sonhando sair de lá com um bebe rosa nos braços e tudo aquilo quepra gente foi uma novidade imensa!
Ela nos apresentou os meninos que estavam para adoção, todos em grupos de irmãos e com mais de 5 anos em média. Foi nesse passeio pelo abrigo que literalmente tropeçamos no Natanael.
Ele brincava em baixo de uma mesa, e pulou no colo do Léo...Espertinho ganhou a gente na mesma hora! Ao me abraçar ele disse que eu havia demorado pra ir busca-lo, oque deixou todomundo espantado, pois o Nata costumava ser um menino muito arredio depois que o irmãozinho foi embora.
Levamos ele para passear, e voltamos para Assis com o coração apertadinho de saudade...mas decididos. Pedimos uma cópia da nossa habilitação no forum , visitamos ele nos fins de semana ( 500km de distância), ligavamos todos os dias, até que eu entrei de férias e tivemos oportunidade de ficar uns dias em Santos para resolver a papelada dele.
Recebi a guarda dia 18 de julho de 2.001, exatamente 4 anos depois o forum de Assis me ligou para conhecer um casal de 1 e 5 anos. Eram duas crianças lindas, mas a menininha nem olhou pra gente, não houve " empatia " como dizem, mas pelo segundo casal chamado ela se apixonou.
No mesmo dia que conhecemos este casal, vimos o Aloísio e a Luana.
O Aloísio veio todo feliz contar pro Léo que ele ia no dentista, e mostrou os dentinhos todos careados, contou que tinha dor e não dava para comer...apresentou a Luana, nessa hora meu coração ficou apertadinho...Que olhar mais triste ela tinha, com o dedinho na boca, a cabecinha cheia de alergia...meu coração apertou.
Fomos nos informando sobre eles, ficamos sabendo suas histórias, que ainda não estavam destituidos , que esperavam a resposta do estudo de uns tios, mas pedimos autorização para visita, e começamos a visita-los em agosto de 2.005, sempre acompanhando de longe o processo no forum, pois não tinhamos acesso direto.
Em setembro tomamos a decisão de brigar por eles, contratamos uma advogada ( nosso terceiro anjo da guarda) e entramos com a petição de destituição familiar e guarda para adoção... Pior mês da minha vida, entramos com o processo dia 14 de setembro e no dia 14 de outubro ganhei meus presentinhos de dia do professor.
Hoje escrevendo aqui para vocês vejo como o tempo voou...fazem 7 meses que eles estão em casa...parece que sempre estiveram ali!
A adaptação deles ta sendo mais fácil do que foi a do Natanael, mas hoje em dia vendo o meu moção todo bonito, não consigo me lembrar das dificuldades, sóda vitória...as dificuldades com o apoio de boas leituras e apoio de um grupo como o nosso fica mais fácilde ultrapassar.
Hoje vendo a Milena com o Natinha dela, revejo a minha história e da uma saudade do meu Natinha quando era pequeno...vou procurar uma foto para mostrar como ele era.
Bom gente é isso...esse post ficou longo demais!

Abraços

7 comentários:

Mamãe feliz disse...

Oi, Gláucia! Tudo bem? Que linda sua história! Me apaixonei por sua família, seus filhos são lindos, quantas bênçãos recebidas! Parabéns pela linda família! Como é bom ler histórias como a sua com final feliz e saber que seus filhos são muito felizes também. A foto diz tudo! Transmite toda a alegria e felicidade que eles encontraram com vc e seu marido! Que Deus continue abençando vcs com muita paz, saúde e alegria! Tenha um lindo dia! Bjs, Míriam

Silvana disse...

Oi meninas, eu não conhecia este blog ainda.
Adorei a idéia de vocês abrirem este blog. Um ótimo incentivo para a adoção tardia.
Vocês estão de parabéns.
Beijos!

disse...

Amiga, sua história com seus filhos é realmente maravilhosa!

Que muitos papais e mamães possam abrir seus corações ao ler histórias como essa! As crianças maiores trazem muita alegria e realização para as nossas vidas!

Esse cantinho é uma felicidade na minha vida! Também tenho muito a lhe agradecer, Glau! Bom demais termos nos conhecido! Tudo tem sua hora, né? Até mesmo as nossas asas para lutar pela adoção tardia precisavam ser fortalecidas antes desse nosso (re)encontro!

Beijinhos nos meus sobrinhos e um abraço bem carinhoso para você!

Milena Viegas disse...

Oi Glau... sua história é realmente uma história de amor!
Obrigada por tudo!
Beijos e beijoquinhas nessas três fofuras...
Olha não esqueci da boneca da Lu... Só me mande um endereço para que eu possa enviar.

Anne disse...

Oi comadre querida!
Já lhe disse tudo neh...esses tres anjinhos tinham de estar contigo e com o Léo...tinha de ser assim...o Natinha tão longe de vcs e derepente o compadre dá um esbarrão e tcham...e os pequenos então...lembra quantas noites ficavamos no msn torcendo e contando os dias para vcs irem buscá-los? Quanta felicidade dividimos naqueles papos gostosos entre nós e nossa querida Camila!!! A primeira fotinho dos dois de mãos dadas, muito fofos!!!
Eu só posso continuar a pedir que Deus lhes deem muita saúde e alegrias e quem sabe aquele quarto anjinho que vc tanto e sempre quis tb não venha completar esta linda história de amor?!!!
Beijos, amo muito vocês!!!
Anne, Claudio,Victória e Layla.

Dea disse...

Glau amiga querida!

ficou longo nada! Queria mais e mais notícias das crianças! e que crianças! Natinha dizer que vc demorou muito a ir buscá-lo1 Aloísio mostrar os dentinhos e falar que doia e a Luana com alergias e o dedinho na boca! (meu Guilherme chupa os dois dedinhos do meio da mãozinha dele) Me emocionei tanto amiga! Você tá me devendo um teclado novo, viu??

Bjs em vc e na sua família linda!

Dea.

Anônimo disse...

Glaucia, fiquei muito comovida pela sua história, a minha cunhada adotou recentemente uma menininha e nós estamos muito contentes. Eu tb tenho um amigo, mexicano, que tb quer adotar, mas a minha cunhada fez todo o processo de adoção em Santos, você poderia me indicar a Assitente Social com quem vc falou em SBC? Você sabe se no caso desse meu amigo o juiz de lá daria a guarda da criança para ele, uma vez que a mãe biológica vai dar a criança diretamente para ele (a nenê ainda vai nascer!. Esse meu amigo trabalha e mora em Santo André e está me pedindo uma ajuda, mesmo porque ele é estrangeiro e não sabe como proceder neste caso. Se vc tb puder me indicar um advogado especializado em adoção para eu indicar para ele eu agradeço muito. O meu e-mail é o mr-fap07@uol.com.br .

Obrigada!
Márcia