12.5.06

Cartinhas de amor

A adoção tardia nos proporciona muitas maravilhas. Um bom exemplo disso são as cartinhas de amor.

Praticamente todos os dias a Quequel escreve cartinha de amor para mim. Eu ganhei a primeira cartinha no primeiro dia em nosso lar! Até hoje ela está guardada na minha carteira; todas as que vieram depois estão guardadas numa pasta que nós organizamos juntas.

Hoje ela escreveu algumas palavras inéditas e extremamente preciosas. Ela escreveu tudo colorido, fez desenhos, colou várias folhas de caderno para montar um rolo e amarrou com um laço azul de tecido.

Vou digitar aqui a parte que mais me emocionou:

"Eu já vou te dizer que eu te amooooo. Muito mesmo bem no coração que é mais importante para mim. Eu adorei nascer do coração da minha mãezinha. Não é legal nascer no coração da nossa mãe? Eu acho que todo mundo deveria nascer no coração das suas mães. É muito bom. Você deveria nascer. As mães são importantes para a gente, não é? É, eu concordo com vocês esse papo das mães. É muito legal falar de amor principalmente com as mães, não é? Sim claro com certeza."

3 comentários:

Glaucia disse...

Me diz se a gente nãos e snete a Xuxa lendo umas coisas fofinhas dessas?
È de babar não é? E nem foi preciso esperar 9 anos para isso...o bom da adoção tardia é isso...a gente perde algumas fases sim, mas vive outras com mais intensidade, valorizando muito cada conquista.
beijos Cá e Quel!

Tati Domenech disse...

Lindooooooo!!! Amei!!! Receber, dar AMOR já é bom!!! Ainda mais quando vem de alguém que a gente gosta!!! A Quel é muito fofa, linda!!! Também tenho cartinhas dela!!! :) Beijos... Amo vocês!!! Essa família linda!!!

Lucyenn disse...

Acredito muito na adoção tardia. Não sei, mas a gente dá a chance da criança nos escolher! É a (o) filha (o) do coração, da alma e da energia que move a vida!
Parabéns, pretendo um dia fazer o mesmo!